domingo, 29 de janeiro de 2012

Porto tira invencibilidade do Ypiranga em casa


A pretensão do Ypiranga era terminar o Campeonato Pernambucano, pelo menos, invicto jogando dentro de casa. Ontem, o Porto tratou de estragar a ideia incial da Máquina de Costura, foi até Santa Cruz do Capibaribe e aplicou uma senhora goleada, vencendo por 4×1 com uma bela atuação dos jogadores Kiros (duas vezes), Joelson e Jefferson Renan, autores do gols dos visitantes, enquanto o grandalhão Adelino descontou para os donos da casa. Com o resultado, o Tricolor do Agreste pulou para sexta colocação, com sete pontos. O Ypiranga está em oitavo, com seis. Na próxima quarta-feira, o Gavião recebe no Luiz Lacerda o lanterna América e o time de Santa Cruz do Capibaribe encara o Náutico, nos Aflitos.
Desde o apito inicial do árbitro, o Porto foi superior na partida e a defesa do Ypiranga cochilou ao deixar livre de marcação os habilidosos Kássio, na armação das jogadas, e Joelson, na frente. Quem primeiro aproveitou foi o atacante Kiros, que aos 15 minutos abriu o marcador, 1×0. Aos 23, Kássio roubou uma bola no meio-campo e tocou para Joelson que ainda passou por dois jogadores e chutou de esquerda ampliando o placar, 2×0 Porto. Com esse gol, o Joelson assumiu a artilharia do Pernambucano com quatro gols. Ainda no primeiro tempo, Kiros marcou o segundo dele no jogo e o terceiro do Gavião.
O Ypiranga voltou disposto a recuperar o placar. Logo aos seis minutos, o atacante Adelino subiu mais que todo mundo e de cabeça assinalou o primeiro gol da Máquina de Costura, 3×1. Para desespero do treinador Dado Cavalcanti, o Porto marcou mais um gol com Jefferson Renan, que entrou no lugar de Joelson machucado, e sacramentou a goleada em 4×1. “Não criamos jogadas que pudéssemos resolver a situação do jogo. Nosso time não teve um bom aproveitamento. O Porto teve os méritos”, resumiu Dado anunciando mudanças. O técnico do Porto, Laelson Lima, saiu feliz com o desempenho da sua equipe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário