quinta-feira, 22 de março de 2012

Jheimy ganha nova chance no ataque


 
Nada como um clássico pa­ra um atleta dar a volta por cima dentro do clube. “Esquecido” pelo técnico Mazola Júnior nas últimas rodadas, Jheimy deve voltar a ser titular diante do Náutico, no domingo. O atacante, que jogou normalmente durante o período de formação do elenco para o Estadual, perdeu espaço nas últimas rodadas, deixando de ficar até no banco de reservas. No Clássico dos Clássicos, Jheimy pode ganhar uma nova oportunidade na equipe principal, formando dupla de ataque com Jael, parceria que já deu bons resultados e alegrias à torcida rubro-negra.
Assim como aconteceu na vitória por 4×3 sobre o Timbu, no primeiro clássico de 2012, o técnico Mazola Júnior deve repetir a formação do ataque do time com dois homens de referência. Após o jogo com Náutico, o treinador justificou a estratégia por ter estudado os alvirrubros e ter percebido que eles tinham dificuldades em enfrentar adversários que jogavam com atletas com essas características. Com um início arrasador, os rubro-negros marcaram três gols em 12 minutos. Na ocasião, Jheimy formou a dupla de ataque com Roberson.
“Mazola sabe estudar muito bem os adversários e clássico é decidido nos detalhes. Diante do Náutico, nós conseguimos marcar os gols no início, o que foi fundamental para a vitória”, afirmou Jheimy. On­tem, Mazola montou o time titular com o atacante atuando ao lado de Jael. Em vários momentos do treinamento, o técnico do Leão reclamou dos atletas quando eles saiam da grande área. “Estou trabalhando para voltar à equipe. Clássico sempre é um bom jogo, joguei dois e ganhei ambos. Acredito que sou o pé quente”, comentou o jogador. Quando disputou um clássico ao lado de Jael, Sport e Jheimy se deram bem. Ele marcou um dos gols na vitória por 3×1 sobre o Santa Cruz, no Arruda.
Após atuar nos 13 primeiros jogos do Leão na temporada – 12 deles como titular – e três gols marcados, Jheimy deixou a equipe principal. Nas últimas cinco partidas, o atacante participou de apenas uma, entrando no segundo tempo da vitória sobre o 4 de Julho/PI, pela Copa do Brasil. “Creio que eu estava agradando, devo ter saído por questão tática, pois o professor estava testando outra formação, com um posicionamento diferente”, disse o atleta. “Durante esse tempo, eu fiquei trabalhando à espera de uma oportunidade. É preciso ter cabeça fria para quando ela aparecer, eu saber aproveitar”, acrescentou.
RETORNOS
A expectativa é que hoje três atletas treinem com o elenco: Marcelinho Paraíba, Hamilton e Rivaldo. Já Marquinhos Paraná não treinou com o grupo, ontem, e não enfrentará o Náutico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário