quinta-feira, 22 de março de 2012

Souza ressalta rivalidade do clássico


 
Dizer que um clássico mexe com a cidade é um lugar comum, mas não deixa de ser verdade. E a disputa centenária entre Náutico e Sport contribui bastante para que o jogo fique ainda mais interessante. A prova é tanta que o volante alvirrubro Souza, que já disputou confrontos da estirpe de um Palmeiras x Corinthians, por exemplo, afirmou, com todas as letras, que a maior rivalidade já vivenciada por ele no futebol é justamente a entre Timbu e Leão. As palavras têm ainda mais ênfase se levarmos em conta que o jogador chegou ao Recife no início desta temporada, e enfrentou o adversário somente uma vez, na partida do primeiro turno, em janeiro, quando o time da Ilha do Retiro venceu em casa por 4×3.
“Por incrível que pareça, é a maior rivalidade. Aqui um clássico gera uma preocupação muito grande, ainda mais quando se trata de um jogo contra o Sport. Como vim de fora, não sabia que o clássico era tão importante. A gente vive uma semana com muita expectativa para o jogo, pois ele é levado muito a sério”, pontuou Souza. Ele considera que o Timbu, pelo fato de jogar dentro de seus domínios, tem uma dose maior de responsabilidade. “A gente joga em casa, e lá temos sempre a obrigação de vencer, independente do adversário”, explicou.
No jogo do primeiro turno, apesar do revés sofrido, Souza foi um dos destaques da equipe ao marcar um belo gol de falta. “Fazer gol em clássico tem uma importância muito grande. A gente fica sempre lembrado por isso. Espero poder repetir o feito no próximo domingo”, explicou o atleta, que tem um bom aproveitamento nas bolas paradas. Por isso, diz que uma disputa pessoal contra o meio rubro-negro Marcelinho Paraíba pode acontecer. “Espero poder sair vencedor neste duelo. Marcelinho é um excelente cobrador de faltas, mas eu venho treinando bem durante toda a semana para, se aparecer uma oportunidade no jogo, procurar fazer”, complementou.
DE VOLTA
Poupado da última partida por estar pendurado com dois cartões amarelos, o zagueiro Marlon tem retorno garantido no clássico. E o jogo terá um significado especial para o capitão alvirrubro, que completará 50 partidas com a camisa da equipe. “É uma marca importante. Eu me identifiquei bastante com o clube e a torcida. Espero alcançar outros marcos aqui no Náutico”, declarou o defensor, que chegou ao clube no primeiro semestre de 2011, e formou, ao lado de Ronaldo Alves, a dupla de zaga titular na campanha do acesso à Série A.
Para o jogo de domingo, Marlon demonstra total confiança na força do elenco. “O nosso grupo está equilibrado, a gente está muito feliz com o que vem fazendo. Temos grandes chances de vencer o jogo se colocarmos em prática aquilo que estamos trabalhando. Estamos muito fortes para chegar bem no clássico”, finalizou.
Os ingressos para a partida começam a ser vendidos hoje, na sede alvirrubra, aos preços de R$ 40 (arquibancada frontal) e R$ 20 (meia-entrada e arquibancada lateral). As bilheterias ficam abertas das 9h às 20h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário