segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Reapresentação e protesto pacífico marcam o início de semana da Máquina

Protesto pacífico
 A Máquina de Costura voltou aos trabalhos na tarde desta segunda-feira (13) após mais uma derrota diante do Porto em Caruaru por 2 x 1. O time treinou sob o comando do preparador físico Rodrigo dias e no fim do treinamento, houve uma conversa, um protesto pacífico de parte da torcida do Ypiranga que pressionou a diretoria, Zé Nelson, e o treinador Gaúcho.

Igor (boné vermelho) fez duras críticas
porém sem respostas convincentes
A torcida fez duras criticas, foram questionados os motivos do baixo rendimento da equipe da Máquina, mudanças constantes no elenco, condições financeiras da diretoria, patrocínios, novo uniforme, a não participação na Copa do Brasil 2014, a situação do técnico Erick Gaúcho, além de criticas a alguns membros da diretoria por não estarem apoiando a Máquina nos momentos de dificuldades.

O protesto pacifico durou cerca de uma hora e meia, segundo Igor (Presidente da Fúria Jovem) e todos os torcedores que estavam presentes, as respostas que receberam não foram convincentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário