quarta-feira, 8 de abril de 2015

Excesso de filmes pornôs seria causa de queda de time que saiu de camburão

Créditos: Reprodução / Twitter
Excesso de filmes pornôs seria causa de queda de time que saiu de camburão 
O cerco aos jogadores do Asante Kotoko, de Gana, que precisou de um carro forte para conseguir retirar seus jogadores de campo após a derrota por 2 a 1 para o Eulma-ALG na Liga dos Campeões da África, tem uma explicação nada comum.
Segundo Kofi Manu, gerente de futebol da federação ganesa, o que motivou a torcida a protestar duramente contra os jogadores é a falta se sono causada pelo excesso de pornografia consumida pelos atletas nas noites em que deveriam estar descansando.
“Esses jogadores não dormem nunca. Vocês podem chamar uma autoridade médica para conferir isso, esses caras não têm sono suficiente”, comentou Manu em entrevista à rádio Sikka FM.
Apesar de irem para o quarto nos horários certos, os atletas acabam não dormindo depois do toque de recolher. “Eles vão para cama, mas não dormem. Passam as noites fazendo ligações, navegando na internet e assistindo pornô”, disse uma fonte que não quis se identificar.
Eliminado da Liga dos Campeões Africanos, o time Asante Kotoko divulgou um comunicado para tentar acalmar a torcida. “Foi uma derrota dolorosa e vamos procurar as causas para podermos corrigir os problemas com a esperança de escrever um roteiro diferente da próxima vez”.
O clube ganês agora está concentrado em brigar pelo título nacional, que podem conquistar pela quarta vez seguida. O Asante Kotoko também segue na disputa pela Copa de Gana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário